Carregando...
 

 "Alimentos Regionais Brasileiros"

A nova edição da publicação "Alimentos Regionais Brasileiros" foi lançada no dia 04 de março de 2015. Esta nova edição apresenta-se com o propósito de favorecer o conhecimento acerca das mais variadas espécies de frutas, hortaliças, leguminosas, tubérculos, cereais, ervas, entre outros existentes em nosso país, além de estimular o desenvolvimento e a troca de habilidades culinárias, resgatando e valorizando o ato de cozinhar e apreciar os alimentos, seus sabores, aromas e suas apresentações, tornando o ato de comer mais prazeroso.

A RedeNutri conversou com a Prof.ª Dra. Raquel Braz Assunção Botelho, colaboradora e professora do Departamento de Nutrição da Universidade de Brasília (UNB), sobre a elaboração do documento. 

1. Qual foi a sua contribuição para a publicação "Alimentos Regionais Brasileiros"? 

- Raquel Braz Assunção Botelho: O trabalho foi realizado durante qual período?O trabalho foi iniciado em 2008 e participei desde o início avaliando as críticas a versão de 2002, concebendo o projeto de reformulação, escolha das receitas, dos produtos, testes, cálculos nutricionais, adequação dos componentes a partir dos conceitos de planejamento de cardápios, execução de oficinas nas regiões brasileiras para envolvimento da rede de saúde na escolha das preparações e organização da publicação.

2. A publicação também apresenta receitas culinárias diversas mostrando uma variedade de opções para o preparo de alimentos regionais.  Como as receitas foram selecionadas e desenvolvidas?

- Raquel Braz Assunção Botelho: A primeira idéia foi ter receitas com presença de hortaliças e/ou frutas regionais, depois buscar as preparações regionais existentes e consumidas pela população para avaliar se existiam frutas e/ou hortaliças e se poderíamos aumentar. Em seguida, pensar se a receita poderia ser melhorada nutricionalmente, com redução de sódio, gordura e açúcar.Como pensamos em um dia inteiro de alimentação, utilizamos as frutas e hortaliças para criar também receitas para comporem partes dos cardápios. Assim foram pensados os pães, as geléias, saladas, molhos, entre outras.

3. Na sua opinião, qual a importância desta publicação para a promoção de uma alimentação mais adequada e saudável?

- Raquel Braz Assunção Botelho: Primeiro mostrar nossa diversidade alimentar e que podemos comer preparações saudáveis e saborosas com alimentos disponíveis na região e quem sabe no quintal de casa.Todas as receitas foram ajustadas para teores de sódio, açúcar e gordura mais adequados, pensando agora no aspecto biológico.Receitas fáceis e que possamos reproduzir em casa e partilhar com a família. 

4. Na sua opinião, como o consumo de hortaliças tradicionais pode contribuir para o resgate da cultura alimentar da população brasileira? 

- Raquel Braz Assunção Botelho: A qualidade está muito relacionada ao local de produção. Se é da região, o solo e o clima são propícios e teremos hortaliças mais suculentas e com maior teor de vitaminas e minerais.

Fazer com que as pessoas vejam o que podem fazer com o que tem no quintal, favorece muito o resgate da cultura alimentar. Tentamos colocar algumas receitas que remetem a culinária bem tradicional da região.

5. Você também pode nos contar sobre a sua experiência anterior com algum desses alimentos regionais?

- Raquel Braz Assunção Botelho: Comecei a me interessar pelo tema no meu doutorado (2003-2006), queria saber se os restaurantes de auto serviço estavam servindo pratos regionais e como. Comecei então a pesquisar sobre as preparações típicas, os produtos e como isso é importante no processo de alimentação saudável. 


Raquel Braz Assunção Botelho possui graduação em nutrição pela Universidade de Brasília (1998), mestrado em Ciência de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (2001) e doutorado em Ciencias da Saude pela Universidade de Brasília (2006). Atualmente é professor adjunto da Universidade de Brasília, cadastrada como orientadora do Mestrado em Nutrição Humana da UnB. Tem experiência na área de Nutrição, atuando principalmente nos seguintes temas: gastronomia, alimentação regional, alimentação saudável e técnica dietética. 


Contribuíram para esta página: redenutri@unb.br .
Última modificação da página em Segunda-feira 18 de Janeiro, 2016 11:47:20 BRST por redenutri@unb.br. (Versão 1)

Enquete

A Portaria 1.055 publicada em 25/04/2017 para o Programa Saúde na Escola prioriza ações de prevenção à obesidade infantil. Qual das ações propostas você considera mais desafiadora?





Anti-Bot verification code image Outro código

File is not an image.

Redes Sociais