Carregando...
 

Entrevistas

Comensalidade e Saúde 

ImageA prática alimentar é um fenômeno sociocultural derivado de condições históricas, culturais e acúmulo de experiências. Nos alimentamos de acordo com o cotidiano cultural no qual estamos inseridos e nosso hábito alimentar revela identidades e valores presentes na estrutura social na qual vivemos. 

Nesse sentido, a comensalidade deixa de ser consequência apenas de fenômenos biológicos e/ou ecológicos, ela se torna um fator derivado e estruturante da organização social.
Visando abrir esse debate e proporcionar aos usuários da RedeNutri um maior conhecimento sobre o tema entrevistamos Denise Oliveira e Silva que tem como linha de pesquisa o tema "comensalidade e saúde".

 1. Qual o tema central dos estudos e atividades que você está realizando ?
Trabalho com a linha de pesquisa “comensalidade e saúde”. Venho desenvolvendo uma análise teórico-histórica e epistemológica do tema e coordeno uma pesquisa entre a FIOCRUZ e o Centro  Edgar Morin em Paris (http://www.iiac.cnrs.fr/CentreEdgarMorin/), denominada “ Comer Bem”. Também estou organizando uma disciplina para ser ofertada em cursos de pós-graduação na FIOCRUZ  e na Universidade de Brasilia sobre estes temas.

2. Como avalia que este tema e a sua experiência podem contribuir para o fortalecimento da agenda de alimentação e nutrição ? 
Creio que nossa formação como profissional de saúde negligencia um olhar mais ampliado da alimentação humana. Ainda insistimos em buscar modelos explicativos sobre problemas alimentares e nutricionais de forma muito objetal, como é o pensamento biomédico em  voga. Nossa experiência em conhecer os determinantes das escolhas alimentares atuais, tem apontado que devemos ampliar, mas insistimos em “enquadrar”por exemplo, os fatores relacionados ao excesso de peso em modelos explicativos objetais. Buscamos uma segurança explicativa em partes, sem compreender a globalidade da situação relacionada às escolhas alimentares. Minha tentativa é trazer para a agenda de alimentação e nutrição a visão ampliada, inserindo como questão central a humanização da compreensão das escolhas alimentares para a busca de estratégias de superação da problemática alimentar e nutricional atual. Somos um povo com uma pluralidade étnico- cultural. Provavelmente teremos que buscar estratégias de superação dos problemas alimentares e  nutricionais re-significando do ponto de vista biológico e  simbólico-cultural nossa compreensão sobre as más e boas  escolhas alimentares. A política pública pode apoiar e a agenda de alimentação e nutrição é um instrumento que deve ser usado para propiciar este processo.

3. Em termos gerais o que foi ou está sendo marcante para você, enquanto um fator diferenciador e qualificador do pensar e fazer nutrição na França e aqui no Brasil ? 
Tento não fazer comparações, porque estou diante de sociedades diferentes. Acho que existem fronteiras tênues na modernidade que a globalidade alimentar nos colocou como cidadãos do mundo, na França e no Brasil. Com cuidado e espírito científico aberto a trocas, tenho observado que o povo francês valora seu patrimônio alimentar juntamente com as formas e as  maneiras de comer. Percebo  que há resistência aos valores atuais de massificação alimentar. Embora este país tenha interesses econômicos em relação a alimentos e alimentação, há um nível de segurança que do meu ponto de vista é cultural. Há espaço para a venda de alimentos associada a escolhas e práticas culturais mais centradas no bem estar humano. Percebo que as escolhas alimentares primam pelo patrimônio cultural da produção de alimentos, mas também sobre as formas de comer, isto é, sobre a comensalidade.  


Denise Oliveira e Silva, é Nutricionista, sanitarista, mestre em Ciências da Alimentação e Nutrição pela Universidade Gand, Bélgica(1991) e em Ciência da Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (1995) e doutora em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília (2001). Atualmente, é pesquisadora adjunta da Fundação Oswaldo Cruz.


Contribuíram para esta página: admin .
Última modificação da página em Segunda-feira 14 de Janeiro, 2013 15:04:30 BRST por admin. (Versão 2)

Enquete

A Portaria 1.055 publicada em 25/04/2017 para o Programa Saúde na Escola prioriza ações de prevenção à obesidade infantil. Qual das ações propostas você considera mais desafiadora?





Anti-Bot verification code image Outro código

File is not an image.

Redes Sociais