Carregando...
 

Projeto Mama Nenê 

Autores do relato: Karina Antes de Souza; Jeane Jaqueline Bazanella dos Santos; Raquel Valladares

Local da experiência:  Canoas, Rio Grande do Sul

Local de implementação: Unidade de Saúde 

Qual o público alvo? Gestantes e puérperas

Qual foi a experiência desenvolvida?

O projeto foi desenvolvido na cidade de Canoas/RS, onde a primeira equipe NASF ( Núcleo de Apoio a Saúde da Família) está lotada, apoiando sete equipes de Estratégia de saúde da família lotadas na Unidade de Saúde União, pertencente ao quadrante Noroeste, responsável pela assistência a cerca de 25.000 usuários.

É sabido que o aleitamento materno deve ser a primeira prática alimentar dos indivíduos, e é importantíssimo para a garantia da saúde e do desenvolvimento adequado das crianças, constituindo requisito básico para promoção e proteção da Saúde, recomendado até o sexto mês e complementado até o segundo ano de vida.

Segundo dados do Plano Municipal de Saúde de Canoas 2014-2017, em 2012, 75% dos bebês permaneciam em aleitamento materno exclusivo até 4 meses de vida e 47% em aleitamento materno exclusivo até os seis meses. Não há uma estimativa realizada por quadrante, mas na prática observamos que no território o aleitamento materno exclusivo não chega ao segundo mês de vida dos bebês.

Surgiu então, após capacitação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil a ideia de realizarmos acompanhamento das gestantes em consultas compartilhadas de pré-natal, principalmente nos meses finais da gestação, orientando sobre amamentação mesmo antes da chegada do bebê, promovendo maior confiança e por consequência sucesso em relação ao aleitamento materno, bem como acompanhamento de todos os nascidos no território, na faixa etária de 0 a 6 meses, captados já na primeira consulta no puerpério, com o intuito de promover o aleitamento materno exclusivo, identificando precocemente as dificuldades que possam estar interferindo na amamentação, realizando intervenções e orientações que promovam a continuidade do aleitamento materno inclusive durante o início da transição alimentar. O acompanhamento dos bebês e puérperas é realizado também em consultas compartilhadas de puericultura e visitas domiciliares, onde o profissional de fonoaudiologia da equipe NASF assiste junto ao médico, enfermeiro, técnico de enfermagem ou Agente Comunitário de Saúde o binômio mãe -bebê. 

Como parte do projeto foi realizada nesta primeira semana de agosto a adequação de um
espaço acolhedor dentro da unidade de saúde voltado para a amamentação, denominado
Espaço Mama Nenê; foi realizada capacitação com 32 Agentes Comunitários de Saúde
abordando o tema Aleitamento Materno, visando o apoio destes parceiros na promoção da
amamentação.

Foi realizado ainda o I Mama Nenê, encontro de gestantes e puérperas para oficina de amamentação, onde além de trabalhadas as principais dúvidas e orientações, as mães receberam tratamento de beleza e ganharam sessão de fotos, como forma de promoção
do auto cuidado e resgate afetivo. Em pouco mais de três meses de projeto já estamos acompanhando a cerca de 40 bebês, onde cada mãe tem direito a pelo menos três consultas voltadas especificamente ao aleitamento materno e ao acompanhamento longitudinal compartilhado e cooresponsabilizado.

Contato: karinaantes@hotmail.com


Contribuíram para esta página: redenutri@unb.br .
Última modificação da página em Quarta-feira 03 de Maio, 2017 11:30:24 BRT por redenutri@unb.br. (Versão 1)

Enquete

A Portaria 1.055 publicada em 25/04/2017 para o Programa Saúde na Escola prioriza ações de prevenção à obesidade infantil. Qual das ações propostas você considera mais desafiadora?





Anti-Bot verification code image Outro código

File is not an image.

Redes Sociais