Carregando...
 

Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil - EAAB: a experiência do DF ao longo dos últimos três anos na realização de oficinas de capacitação e certificação de Equipes de Saúde da Família 

Autores do relato: Karistenn Casimiro de Oliveira Brandt 

Local da experiência: Brasília, Distrito Federal. 

Local de implementação: Unidades de Saúde

Qual o público alvo? Profissionais de Saúde

Qual foi a experiência desenvolvida?

As pesquisas demonstram que a infância é um período em que se desenvolve a maioria das potencialidades humanas. Sabe-se que, principalmente em países em desenvolvimento, grande parte das crianças menores de cinco anos ficam aquém dos critérios de crescimento e desenvolvimento estabelecidos para essa faixa etária.

O aleitamento materno é reconhecido como a melhor estratégia de proteção, nutrição e vínculo, além dos benefícios oferecidos para a mãe, família e toda a sociedade. Estima-se que ações que apoiam e incentivam o aleitamento materno impactam na redução de até 13% desse triste cenário. De igual relevância e, tido como direito da criança, é o acesso a uma alimentação segura e nutritiva. Práticas alimentares inadequadas nos primeiros anos de vida estão intimamente relacionadas à morbimortalidade na infância.

De posse desse cenário, o Ministério da Saúde lançou em 2013 a Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil - EAAB, que por sua vez resultou da integração das ações da Rede Amamenta Brasil (2008) e da Estratégia Nacional de Promoção da Alimentação Complementar Saudável (2009). O objetivo dessa ação é fortalecer as práticas de atenção à saúde das crianças menores de 2 anos, aumentando a prevalência das crianças amamentadas e melhorando os marcadores de consumo alimentar e do perfil nutricional dessas crianças, bem como capacitar os profissionais que atuam nas Unidades Básicas de Saúde que assistem essa população, aprimorando competências e habilidades.

No Distrito Federal - DF, a primeira oficina foi realizada em março de 2013, sendo seguida por oficinas em abril, maio, julho, setembro e outubro do mesmo ano. Em 2014 foram realizadas mais duas oficinas: abril e setembro. Em 2015, as oficinas também aconteceram em dois momentos: abril e outubro. Já em 2016 houve a 1ª oficina no mês de abril. Ao todo já foram capacitados, até abril do presente ano, 234 profissionais de saúde entre médicos da família e pediatras, enfermeiros, nutricionistas, dentistas, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e fisioterapeutas.

Com relação as oficinas de trabalho que acontecem durante a programação da EAAB, o DF realizou ao total 57. O Ministério da Saúde, priorizando a execução da gestão pública com base em ações de monitoramento e avaliação de processos e resultados, criou um certificado para valorizar as equipes que cumprem os critérios e instrumentos preestabelecidos na portaria que institui a estratégia. No Distrito Federal, nove equipes são certificadas na Estratégia, o que deixa a Capital Federal em primeiro lugar nacional. O envolvimento na divulgação dos conhecimentos adquiridos na EAAB seja para os profissionais de saúde ou em atividades com a população tem implicado na promoção à saúde e crescimento das crianças brasilienses, mas sabemos que temos muito a avançar.

Contato: pas.genut@gmail.com


Contribuíram para esta página: redenutri@unb.br .
Última modificação da página em Quarta-feira 03 de Maio, 2017 11:29:25 BRT por redenutri@unb.br. (Versão 2)

Enquete

A Portaria 1.055 publicada em 25/04/2017 para o Programa Saúde na Escola prioriza ações de prevenção à obesidade infantil. Qual das ações propostas você considera mais desafiadora?





Anti-Bot verification code image Outro código

File is not an image.

Redes Sociais