Carregando...
 

Práticas alimentares em escolares do Sul do Brasil 

Autores do relato: CamileBoscaini; Milena Artifon

Local da experiência:  Garibaldi, Rio Grande do Sul. 

Local de implementação: Garibaldi

Qual o público alvo? Escolares com idades entre cinco e 13 anos

Qual foi a experiência desenvolvida?

O hábito alimentar é estabelecido nos primeiros anos e repercute nas práticas alimentares e no estado de saúde e nutrição ao longo da vida. O objetivo do trabalho foi analisar as práticas alimentares em escolares.

Estudo transversal envolvendo 612 escolares com idades entre cinco e 13 anos, matriculados em escolas públicas da cidade de Garibaldi, Rio Grande do Sul. Avaliaram-se as práticas alimentares através do questionário de frequência alimentar, elaborado pelo Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN). O nível de significância adotado foi de 5% (p≤0,05) e as análises foram realizadas no programa Statistical Package for the Social Sciences, versão 17.0. O estudo foi submetido à avaliação e aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa do Instituto de Cardiologia - Fundação Universitária de Cardiologia. Além disso, houve a aceitação por parte da Prefeitura Municipal de Garibaldi e os secretários de Educação e Saúde. 

Verificou-se ingestão irregular de legumes e verduras cozidas, saladas cruas e feijão em 95,6%, 61,9%, 78,8%, respectivamente. O consumo adequado foi verificado nas variáveis leite ou iogurte (75%), e frutas frescas ou saladas de frutas (50,7%). 

As práticas alimentares de risco para obesidade foram observadas com elevada frequência na população estudada comparando com estudos realizados com populações de características semelhantes.

As práticas alimentares revelaram baixa frequência de consumo de saladas cruas, legumes e feijão. 

Contato: camileboscaini em hotmail.com


Contribuíram para esta página: redenutri@unb.br .
Última modificação da página em Quinta-feira 30 de Março, 2017 15:02:39 BRT por redenutri@unb.br. (Versão 1)

Enquete

A Portaria 1.055 publicada em 25/04/2017 para o Programa Saúde na Escola prioriza ações de prevenção à obesidade infantil. Qual das ações propostas você considera mais desafiadora?





Anti-Bot verification code image Outro código

File is not an image.

Redes Sociais