Na última quinta-feira, 07 de julho, foram divulgados dados inéditos do hábito alimentar da população brasileira, resultado da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico - Vigitel 2015, que apresenta o perfil alimentar de adultos e da pesquisa ÉRICA - Estudo de Riscos Cardiovasculares em adolescentes.

O estudo ÉRICA apontou que a dieta dos adolescentes brasileiros é caracterizada pelo consumo de alimentos tradicionais, como arroz e feijão, mas associada à ingestão elevada de bebidas açucaradas (56%) e alimentos ultraprocessados, como refrigerantes (45%), salgados fritos e assados (21,88%), e biscoitos doces e salgados, sendo o refrigerante o sexto alimento mais referido (45%). Além disso, a prevalência do consumo de frutas foi baixa, e ficou entre os 20 alimentos mais consumidos somente entre os meninos.

Em relação aos adultos, a pesquisa Vigitel 2015 levantou que 19% dos brasileiros têm o hábito de consumir refrigerante ou suco artificial em cinco ou mais dias da semana. Em relação ao consumo de frutas e hortaliças regularmente, 37,6% da população adulta têm o hábito de ingerir esses alimentos cinco ou mais dias da semana.

Assim, com base nesses dados que demonstram o atual cenário de transição epidemiologia e nutricional no país, além do aumento significativo de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e com importantes mudanças no consumo alimentar da população brasileira, é necessário o desenvolvimento de políticas públicas e a ampliação de ações intersetoriais que repercutam positivamente sobre os determinantes da saúde e nutrição.

Pensando nisso, a Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde (CGAN/DAB/SAS/MS) em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e com o apoio da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/Brasil) elaborou uma série de materiais de apoio como desdobramentos do Guia Alimentar para a População Brasileira(external link), e pretende ser um orientador da mudança de prática no que se refere à abordagem da promoção da saúde, apresentando propostas de metodologias com suporte teórico e prático para o desenvolvimento das ações.

Espera-se que os conteúdos abordados ajudem na tarefa e no compromisso cotidiano dos gestores e trabalhadores do SUS, a fim de que se transformem em multiplicadores e criadores de estratégias para a promoção da saúde de todos os brasileiros, além de qualificar as ações de educação alimentar e nutricional desenvolvidas nos serviços de saúde. Além disso,  representam os esforços do Ministério da Saúde em garantir a atualização e a apreensão de novos conhecimentos relativos à saúde, sua promoção, ressignificação e potencialidade de transformação de realidades desafetas à vida com qualidade.

Os materiais elaborados foram:

  • Fôlderes com os Dez Passos para a Alimentação Adequada e Saudável;
  • Livro Na Cozinha com as Frutas, Legumes e Verduras;
  • Livro Desmistificando Dúvidas sobre Alimentação e Nutrição; e
  • Instrutivo: metodologia de trabalho em grupos para ações de alimentação e nutrição na atenção básica.

Saiba mais sobre os materiais 

Na cozinha com as frutas, legumes e verduras 

Neste livro, você encontrará informações úteis sobre diversos alimentos brasileiros e como diversificar seu uso no dia a dia. Primeiramente, serão apresentadas as principais características nutricionais dos grupos de alimentos e os benefícios à saúde, além das formas de como comprá-los com melhor qualidade e preço. Também serão abordadas questões de higienização e armazenamento, visando à qualidade nutricional deles. E por fim, são disponibilizadas várias receitas criadas com o intuito de oferecer opções saborosas, nutritivas, práticas e de baixo custo. São diferentes preparações com deliciosos sabores! 

Desta forma, espera-se que “Na cozinha com as frutas, legumes e verduras” contribua para apoiar e estimular práticas alimentares adequadas e saudáveis no âmbito individual e coletivo, além de qualificar as ações de educação alimentar e nutricional desenvolvidas nos serviços de saúde. A valorização e o incentivo do consumo de frutas, legumes e verduras representam uma importante estratégia de promoção da saúde e de alimentação adequada e saudável, contribuindo para a melhoria do padrão alimentar e nutricional e para a redução de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). 

Para fazer o download, clique aqui(external link)

Desmistificando dúvidas sobre alimentação e nutrição: material de apoio para profissionais de saúde 

Esta publicação pretende orientar e subsidiar a prática dos profissionais de saúde, assim como ampliar a autonomia das pessoas, famílias e comunidades, facilitando o acesso a conhecimentos sobre alimentação e nutrição e possibilitando que reflitam de forma crítica sobre hábitos e práticas não promotoras de saúde, aos quais muitas vezes estão submetidos. 

Atualmente, a grande repercussão do tema da alimentação e saúde e a crescente quantidade de notícias veiculadas exigem o desenvolvimento de habilidades pessoais para favorecer escolhas saudáveis. Comumente, a publicidade tende a enfatizar alimentos específicos, propagados como “superalimentos” e dietas com promessa de efeitos milagrosos no corpo e na saúde, induzindo modismos e padrões de comportamento alimentar não usuais que muitas vezes podem causar riscos à saúde.

Nesta publicação, você encontra os principais temas abordados pela mídia, esclarece dúvidas e tem sugestões de leituras adicionais, considerando a literatura científica e a legislação mais atual. 

Para fazer o download, clique aqui.(external link)

Instrutivo: metodologia de trabalho em grupos para ações de alimentação e nutrição na atenção básica. 

Este material tem por objetivo apoiar o planejamento e o desenvolvimento de ações coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável no Sistema Único de Saúde (SUS), em especial na Atenção Básica. A promoção da alimentação adequada e saudável faz parte dos cuidados da atenção nutricional e deve estar associada às demais ações de atenção à saúde do SUS, contribuindo para o enfrentamento do atual cenário epidemiológico, representado pelo aumento significativo de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e importantes mudanças no consumo alimentar da população brasileira. 

Assim, pretende ser um orientador da mudança de prática no que se refere à abordagem da promoção da saúde, apresentando propostas de metodologias com suporte teórico e prático para o desenvolvimento das ações. Espera-se que os conteúdos abordados ajudem na tarefa e no compromisso cotidiano dos gestores e trabalhadores do SUS, a fim de que se transformem em multiplicadores e criadores de estratégias para a promoção da saúde de todos os brasileiros. 

Para fazer o download, clique aqui.(external link)

Folders -  Guia Alimentar para a População Brasileira

  1. Folder - Habilidades culinárias(external link)
  2. Folder - Tenha mais atenção com a alimentação em seu dia a dia(external link)
  3. Folder - A escolha dos alimentos(external link)
  4. Folder - Obstáculos para uma alimentação adequada e saudável(external link)

Os materiais encontram-se também na Biblioteca da RedeNutri! Acesse a biblioteca clicando aqui (external link)e tenha acesso a esses excelentes materiais!