Nem os sorvetes estão a salvo dos agrotóxicos. De acordo com uma pesquisa realizada no final de julho pela Organic Consumers Association(external link), dos Estados Unidos, 10 de 11 amostras analisadas de sorvetes da marca Ben&Jerry’s, da Unilever, possuíam resíduos de glifosato, um dos agrotóxicos mais utilizados em plantações transgênicas e provável agente cancerígeno.

Segundo a marca e a associação, o glifosato encontrado provavelmente está presente nos ingredientes suplementares, como manteiga de amendoim e massa de biscoito. Esses produtos contêm trigo, aveia e amendoim, que são frequentemente pulverizados com o herbicida para facilitar o processo de secagem.

Nenhum dos sorvetes analisados apresentou resíduos do agrotóxico em quantidade superior ao permitido nos Estados Unidos. Contudo, pesquisas demonstram que o consumo diário de glifosato gera alterações metabólicas, interferindo na capacidade do corpo quebrar gorduras, e seu acúmulo contribui para o desenvolvimento de doenças hepáticas.

Além dos problemas relacionados à saúde, outra surpresa veio em decorrência dos valores apresentados pela Ben&Jerry’s. A empresa diz ser ambientalmente responsável, “com um compromisso contínuo de incorporar ingredientes naturais e saudáveis, promovendo práticas comerciais que respeitam a terra e o meio ambiente”. Porém, a presença de glifosato contraria o seu posicionamento.

Em uma entrevista para o jornal The New York Times,(external link) o diretor global de missão social da marca, Rob Mihalak, afirmou que a empresa está trabalhando para assegurar que todos os ingredientes utilizados na fabricação dos produtos fossem livres de organismos geneticamente modificados, cujo cultivo geralmente exige o uso de pesticidas como o próprio glifosato.

Segundo o diretor, o glifosato encontrado pode ser proveniente de algo que nem sequer pertence à cadeia de fornecedores, e portanto, não o registram.

Mais informação, menos transgênicos

Em seu site, a Organic Consumers Association iniciou uma campanha(external link) para pressionar a Ben&Jerry’s a utilizar somente produtos orgânicos em sua produção. A organização pede para que os consumidores assinem a petição e exijam que a marca pare de fingir que é ecologicamente sustentável. 

A nutricionista do Idec Mariana Garcia destaca que o consumidor brasileiro tem o direito de saber se o alimentos que está consumindo contém ingredientes transgênicos. Ela lembra que o  presidente Michel Temer pode assinar a qualquer momento um decreto(external link) que retira a obrigação de uso do símbolo T no rótulo dos alimentos e rações animais. “Hoje no Brasil a maior parte dos transgênicos cultivados utiliza glifosato em grandes quantidades”, afirma.