A notícia sobre a chamada pública do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), aberta até o dia 16 de setembro e já divulgada na semana passada, ganhou destaque na primeira página da Segundeira dessa semana! As universidades terão até R$ 10 milhões disponibilizados para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação de trabalhadores para a prevenção e controle da obesidade.

O MAPASAN, pesquisa nacional realizada a cada dois anos pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), também foi notícia. A pesquisa ficará aberta até 22 de setembro para os municípios cadastrarem os seus dados.

Conheça os resultados preliminares da Pesquisa “Diagnóstico das ações de prevenção e tratamento da obesidade na Atenção Básica e na Média Complexidade”, realizada pelo Grupo de Pesquisa de Intervenções em Nutrição da Universidade Federal de Minas Gerais (GIN/UFMG), em parceria com a Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição – CGAN/DAB/SAS/MS. O objetivo é identificar as principais barreiras apresentadas por profissionais no tratamento da obesidade de adultos e idosos.

A Segundeira dessa semana também traz novo curso Promoção da Alimentação Saudável na Atenção Básica, lançado pela UNA-SUS/UFSC. O curso é livre, gratuito, totalmente autoinstrucional e tem início imediato, com carga-horária de 30h. As inscrições podem ser realizadas até 31 de dezembro de 2018.

O bloco “Implementando o Guia Alimentar para a População Brasileira” fala sobre mais dois capítulos do guia para crianças menores de 2 anos, em consulta pública até o dia 25 de agosto: “Crianças menores de seis meses que não estão sendo amamentadas exclusivamente“ e “Alimentação de crianças não amamentadas”.

Não perca tempo. Confira essas e todas as outras notícias!

 


 

Para acessar as notícias, baixe aqui(external link) a Segundeira desta semana.

  • A Segundeira da CGAN é o informativo semanal da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, na qual são apresentadas as principais notícias da semana, agendas previstas da Coordenação, além de trazer atualizações sobre evidências científicas, textos de apoio para a implementação das recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira e atividades realizadas nos municípios e estados relacionados à agenda de alimentação e nutrição no SUS e monitoramento de alguns programas.