Carregando...
 
     Em abril deste ano, no dia Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde lançou o Programa Academia da Saúde, que tem como principal objetivo contribuir para a promoção da saúde da população, ampliando os equipamentos públicos de saúde e lazer nos municípios e fortalecendo ações locais nos âmbitos da atividade física\práticas corporais, alimentação saudável, cultura, lazer e modos de vida saudável.  
     O funcionamento do programa foi normatizado em duas portarias. Portaria GM/MS nº 1.401 (15/06/2011) referente a Construção de pólos e a Portaria GM/MS nº 1.402 (15/06/2011) que prevê os incentivos para custeio das ações de promoção da saúde. As portarias prevêem que as ações não se restrinjam, apenas, à prática da educação física. Incorporam-se as práticas corporais, como a acupuntura e o tai chi chuan, fugindo da lógica da academia como um local apenas para musculação e o exercício puro e simples. Também é um espaço para ações da promoção de alimentação saudável para os indivíduos no território onde vivem e trabalham.  
     A Academia deverá atuar com base no território de saúde onde estará alocada com suas limitações e potencialidades e suas características de organização e funcionamento. O envolvimento dos profissionais da saúde, especialmente dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), e de profissionais de outros equipamentos sociais existentes no território (centros comunitários, escolas entre outros) é essencial para o desenvolvimento das atividades da Academia.  
     Os pólos são um espaço de convivência, de encontro da comunidade que deve buscar promover a mobilização comunitária com a constituição de redes sociais de apoio e ambientes de convivência e solidariedade. Tem como um dos seus componentes o fortalecimento da participação da comunidade nas ações de promoção da saúde, em especial a eqüidade e o empoderamento individual e comunitário. Para isso, em cada pólo deverá existir um Grupo de Apoio à Gestão.  O Grupo tem como objetivo a organização das atividades do pólo, garantir a dinamização e a gestão compartilhada do espaço, fortalecendo o controle social no campo da saúde. Além disso, é responsável pela escolha de quais atividades serão ofertadas à população no espaço físico do pólo.  
     Um dos grandes desafios para a implantação da Academia da Saúde está na capacitação dos trabalhadores de saúde em conteúdos de promoção à saúde na lógica da educação permanente, incluindo a avaliação como parte do processo. Além de dialogar com as diversas áreas do setor sanitário, os outros setores de governo, os setores privado e não governamental e a sociedade, compondo redes de compromisso e co-responsabilidade quanto à qualidade de vida da população em que todos sejam partícipes no cuidado com a saúde.  
Até a próxima semana.
Um abraço,

Patricia

Imprimir
First PageFast PrevPágina: 67/77Fast NextLast Page
15965666768697577

Enquete

A Portaria 1.055 publicada em 25/04/2017 para o Programa Saúde na Escola prioriza ações de prevenção à obesidade infantil. Qual das ações propostas você considera mais desafiadora?





Anti-Bot verification code image Outro código

File is not an image.

Redes Sociais